quarta-feira, 28 de março de 2018

O lado bom da vida corporativa

Em tempos atuais o lado bom da vida corporativa é pensar em inovação, ambiente cool, arquitetura criativa, startups, e tudo mais que venha à mente tendo em vista as melhorias que as empresas implementam em seus ambientes para construir atmosferas saudáveis de vida.

O lado bom da vida corporativa é um livro contado em um pequeno post-it, ops! contado num pequeno post de blog maltrapilho como esse. Não, não pode ser isso, meus instintos dizem que o lado bom dessa vida é sobreviver anos, décadas dentro de uma organização, até mesmo se aposentar. Claro que não vale para cargos concursados. Pois aí, o lado bom da vida corporativa merece outro post, só para falar de como deve ser bom viver uma vida dedicada décadas às funções mais insanas dos cargos governamentais e etc.



Mas vamos falar do lado bom da vida corporativa, esta que a gente vive. Que eu pelo menos vivo há muito tempo. Alguns céticos vão dizer que não existe lado bom! Mas então como justificam estarem tantos anos fazendo a mesma coisa.

Julgo que não teremos mais esse tipo de discurso pelos próximos anos. Seja em ambiente corporativo, seja governo, os profissionais de fato profissionais que fazem da vida corporativa boa, estes terão que rebolar mais e mais.

Nossos cargos tem mudado. Nossos papeis tem sofrido mudanças. Estamos recebendo novas atitudes e valores todos os dias. As mídias sociais, os eventos em rede, todos tornaram-se grandes, gigantes e o respeito precisa estar em linha com todos os canais. O mundo corporativo não é mais o mesmo e nós como profissionais não somos mais as mesmas coisas. Nossas competências e prioridades são mutáveis com os últimos adventos. O lado bom da vida corporativa é que ela não é mais corporativa, é social.

Aos 37 anos de idade vejo que quase 4 décadas de muitas coisas feitas são quase nada perto do que o mundo esta exigindo de minha postura para o futuro. Antes as coisas caminhavam separadas. Agora tudo caminha junto. A internet ligou as coisas e mudou a vida corporativa. Tudo é corporativo. A vida como rede é corporativa como disciplina. Nós como pais somos corporativos pois nossos filhos precisam viver dentro da sustentabilidade de um entendimento maior.

O lado bom da vida corporativa é o mesmo que sentir-se verdejante, ops! o Incrível Hulk! Nervos para todos os lados. Eu acredito que cada um tenha a sua visão sobre o lado bom da vida corporativa.

Vamos nessa!

Até o próximo post!

Jordano







quarta-feira, 21 de março de 2018

É no campo que se ganha o jogo

A vida pode ter diferentes direções para qualquer um. Não vamos brincar de enigmáticos, pois para isso já temos a herança do Stephen Hawking. Mas a vida pode ter diferentes direções para qualquer um, no entanto é no campo que se ganha o jogo.



Em algum momento você precisa entrar no game para botar pra quebrar. Escapar de pedras, tropicões e arranhões pode ser fácil, mas sem se esfolar de verdade encarar a vida não faz sentido.

É no aprendizado que mais entendemos como crescer. O amadurecimento é natural quando a mente se prepara para o novo de maneira a encará-lo como certo, decisivo.



Pensar em agir na contra mão do que as energias das suas aspirações lhe dizem, pode ser cruel, e muito mais pedregoso o caminho.

Mas não vamos entrar no enigma da vida, pois o que nos falta é o campo de batalha. É na luta do poeirão que o aprendizado vale pra valer. É entrando no jogo que a vida acerta a direção.

É no campo que se ganha o jogo. É no jogo que se faz a vida.

Então, entre no jogo, vá para o campo, seja ele como for. Bota pra quebrar!

Vamos em frente!

Até o próximo post, Jordano.



sábado, 30 de dezembro de 2017

2018 de loucuras: 2017 de grandes rupturas

Nunca escondi de ninguém minha maneira de pensar e agir do tipo...foda-se...vamos em frente!

Empreender é um foda-se completo, na minha opinião. Não estou dizendo que tudo deve orientar-se para isso.

Ou seja, quero dizer que não tenho medo de romper laços, estruturas, modelos, visões, missões, relacionamentos...não tenho medo de dar ou receber um foda-se!!!

Então, seu eu puder dentro da minha vã filosofia desejar a você algo de bom, eu diria que vale a pena mandar algumas coisas para àquele lugar...SIM! FODA-SE!!

Já abandonei coisas impressionantes em minha vida, com essa filosofia que por vezes me prejudicou, confesso. Mas no final das contas, rupturas são necessárias e elas se constroem por si só.

Já rompi com objetivos, ideias, projetos e afins por motivos em que o pensamento nem sequer chegou a delinear as primeiras impressões, ou mesmo discorrer algo para acalentar o âmago.



Mas, 2017 foi um ano em que muitas rupturas foram executadas! Eu quebrei muitas regras!

Nada será como antes!

A mente precisa se recuperar ao preparar o impacto para confusões futura.

Se o empreendedor existe é para quebrar! detonar! Arrebentar o que tem pela frente em busca do novo!

É o novo que interessa! Se o passo é monótono, sem inflexões para o futuro, chute-o.

Por este motivo que minha vã filosofia converge para o foda-se! Eu quero o novo, quero o futuro!

Portanto, 2017 foi um ano notório para o meu foda-se.

2017 foi um ano de rupturas RUPTORAS...escaldantes!

2017 foi o ano do aprendizado acima das expectativas, da superação pela dor, pelo suor, pelo sofrimento.

2017 foi um ano de construir um novo futuro! Isso sim me dá medo.

Então, ao adotar uma filosofia clara de como romper com as coisas, é também preciso manter a mente em estado d'água. Deixar o psicológico em estado de alerta para ondular, repousar, fluir.

É preciso saber agradecer as coisas boas da vida, aos bons amigos, parceiros que te ajudam a crescer e a se foder, também.

#gratidão

Aos amigos de 2017, aos sonhos realizados em 2017, aos desencontros de 2017, aos bons e incríveis momentos de 2017, eu desejo um foda-se arrebatador, desconstrutivo!

Portanto, 2018 de loucuras...pois se não...FODA-SE!!!

FODA-SE!!

VAMOS EM FRENTE!

2018 DE MUITO MAIS!!!





quinta-feira, 22 de junho de 2017

AGROREVOLUÇÃO: Plataforma de gestão é essencial para empresas crescerem

Olá, tudo bem!?

Vocês sabem que tenho estudado cada dia mais o agronegócio e acompanhado as inovações e tecnologias para gestão e sistemas.
O assunto deste post, eu falo que para qualquer motivação de implementar sistemas de gestão, o desenho de uma plataforma se faz muito necessário.

Estamos na era do App ou para fazer um aplicativo, precisamos estabelecer plataformas? Precisamos de frameworks, Kanbans, entre outros modelos e práticas de técnicas de gestão geral?

Apps realmente vão morrer, estamos na era das plataformas! 


A verdade, na minha visão é que devemos pensar 'sistêmicos', devemos analisar com elementos amplos e de maior escala, a matemática precisa ser exponencial, antifragil.

Se esse assunto fazer sentido, então técnicas de gestão, seja pessoal ou empresarial, para qualquer segmento requer plataformas, com processos nativos e apps e apis, etc. Como exemplo, vamos encarar o Canvas de Modelo de Negócios, um framework, como uma plataforma de 9 elementos. O Canvas passa a ser uma plataforma de gestão para organizar as ações e atividades para qualquer negócio ou projeto.

Neste exemplo podemos embasar ainda mais se olhar com especificidade para o segmento de negócios. A partir deste momento entram ações de desenho, protótipos, pesquisas, contato direto, 1 a 1, com o público-alvo. Entre outras práticas que podem ajudar, mas o importante mesmo, o definitivo, é acreditar no nicho, ser específico, apostar para valer no resultado da oferta (produto-serviços), para o cliente.

Vamos avançar nesse assunto na sequencia, mas pensar plataforma, cloud, camadas, tecnologias open, serviços, tenho certeza de que é um modelo de governança que pode ajudar profundamente as pessoas, os profissionais e seus negócios empresariais. Precisamos pensar rede e ecossistemas.

Faça sua plataforma! Crie, adote, compre, pague para construir um conjunto de soluções que resolvem processos e estratégias de negócios. Encaixe cada software no lugar certo e crie um ciclo produtivo e de performance.

Plataforma é tudo, é uma agrorevolução total!

Vamos nessa, vamos para o agrorevolution!

Até o próximo.

Jordano Gonzatto

Mais informações sobre a revolução agrícola na história - http://slideplayer.com.br/slide/1807983/


domingo, 11 de junho de 2017

Fale mais sobre gestão

Fala galera, tudo beleza!?

Por que devemos falar mais e mais sobre gestão?

Pelo simples fato de que precisamos aprender todos os dias a desconstruir nosso conhecimento sobre gestão!

O que ontem você implementou como um "processo" em seu negócio, hoje já não é mais o suficiente para manter a eficiência nos resultados.

Gestão é um assunto em que a única coisa que não te ajuda é o conhecimento que você possuí!

A experiência, as práticas, os exemplos são elementos que servem de apoio e base para buscar novas ideias para os atuais modelos.

Então, percebam que a fragilidade deste assunto precisa ser quebrada diariamenre.



Nossos negócios serão muito mais positivos se atacarmos a gestão sem medo nem piedade.

Veja, não estou falando aqui de mudança, transformação, mas dizendo que o essencial para nossas organizações está em encarar de frente assuntos complexos e imprevisíveis.

A gestão emana do nada e para o nada caminha se não receber o devido tratamento.

Fale sobre gestão todos os dias, vá pra cima dela antes que ela te apavore com situações inusitadas e te pegue despreparado.

Fale de gestão todos os dias para prever acontecimentos e estar de prontidão para o que você não sabe que vai acontecer. Crie benefícios no caos.

Fale de gestão, sobre a gestão, todos os dias!

Vamos nessa!?

Vamos juntos!

Jordano Gonzatto


quinta-feira, 8 de junho de 2017

A vida é um emaranhado de ótimas opções

E aí galera, tudo bem!?

Passei por dias tumultuados ultimamente. Agora já foi. Provavelmente o terremoto venha agora.

Sabe aquele momento em que a coragem bate à porta e você se abraça a ela incondicionalmente?

Eu espero que você já tenha tido esse sentimento em algum momento na vida.

Espero que se você ainda não o teve que o procure realizar imediatamente.

Doses homeopáticas de coragem significam pouca coisa, quase nada.



Para o mundo alucinado que vivemos, a dose deve ser cavalar.

Se você esta em busca da coragem, abra a porta, tire os sapatos e saia caminhando, corra.

Se você esta em busca da coragem para vencer em seus negócios, saia da cadeira, vá até os seus clientes, trabalhe próximo.

Se você esta em busca da coragem para fazer qualquer coisa, movimente-se.

Como você vai encontrar a coragem para realizar?

Vou dizer o que eu faço.

Faço o bem todos os dias!

Vivo ao extremo todos os dias!

Amo minha família apaixonadamente!

Desafio-me todos os dias mais e mais!

Meto a cara sem medo e sem dó de me machucar!

A coragem chega no meu coração todos os dias logo cedo, ela me abraça e me faz levantar para o improvável, para o impossível.

Vamos nessa!

Vai fundo!

Coragem!

Abraços!

Jordano

terça-feira, 21 de março de 2017

Marketing 1 a 1: Gerência de cliente para o agronegócio

Olá Pessoal, tudo bem!?

Lendo coisas do livro Marketing 1 a 1 do Don Peppers e Martha Rogers, repliquei a imagem abaixo para refletir sobre o encaixe de modelos mais tradicionais, mesmo que aqui ele vise ser ilustrativo, mas o fato é que como encaixar o modelo de Redes e Ecossistemas tão latentes de atenção na gerência de clientes das empresas do agronegócio?

O entendimento de que o mercado agrícola é formado por micro nichos e nichos de tecnologias e investimento bem definidos, ou menos voláteis, então o Marketing 1 a 1 propões uma estrutura corporativa para pensar e alerta: Gerenciamento de clientes significa reorientar a perspectiva de marketing de uma empresa, e, para isso, é preciso que seja feita uma mudança organizacional formal.


Até o próximo!

Jordano